outubro 26, 2005

MOMENTOS QUE NOS ENTERNECEM DE FELICIDADE (XX)


Ainda o caso das contratações cruzadas dos administradores da REFER e CP.

Aparentemente, tudo é provocado pelo vazio que a extinção do IPE causou: para onde vão os gestores públicos de carreira no intervalo das suas comissões de serviço? O anterior Governo parecia ter encontrado o ovo de Colombo (António Mexia terá dado um aval verbal à solução) ... até que as questões pessoais entre o actual ministro e alguns dos visados evoluiram para estas demissões.

Ou será que tudo isto não passa de uma forma de poeira para contrabalançar e de alguma forma justificar as nomeações recentes (e as que virão para estas empresas) de aparatchiks para a Galp e para a Caixa Geral de Depósitos?

1 comentário:

Kalonge disse...

Eu até diria mais. Ainda bem que não se esqueceu dos casos especiais.
Como conseguem escrever tão torto em linhas direitas!