dezembro 21, 2005

NOTAS SEMANAIS


SÁ CARNEIRO E SOARES

Há dois lapsos fantásticos de Soares no depoimento dado à SIC no âmbito do programa evocativo de Sá Carneiro: o primeiro, na resposta dada a este após a sua recusa em aderir aoPS - "sabe que isto dos programas é relativo..."; o segundo, na surpresa que manifestou perante a gélida recepção de Snu Abecasis após os ataques pessoais que Soares e Maria Barroso lhe fizeram em tempo de antena televisivo a propósito da sua situação conjugal - "mas isto não é nada pessoal, é tudo campanha eleitoral...".

Eis o pai da democracia: alguém para quem os programas são muito mais um exercício de propaganda do que comprometimento; alguém para quem a importância da refrega eleitoral permite ultrapassar os limites da decência e dos valores.

Seria interessante analisar as barbaridades que o candidato de 2005 vem dizendo à luz destas duas teorias expostas pelo próprio. Estranho é que nenhum analista o tenha feito. Parece que tudo isto é tão natural que já ninguém o considera como defeito, antes feitio. Naturalmente que, para a esquerda, o papão Cavaco justifica tudo e, para a direita... a postura é a aceitável.

'Tá-se bem.

AUTOEUROPA

Os trabalhadores em plenário recusaram o pré-acordo salarial negociado entre sindicatos e entidade patronal.

É preferível um bom subsídio de desemprego a um mau aumento.

Também se fica bem.

SOBR'MEZA

17 mil presenças a, pelo menos, 20 euros são 340 mil euros. 68 mil contos. É uma fantástica operação de marketing, um negócio melhor que o dos hipermercados.

17 mil pitas aos berros durante as duas horas do concerto de Natal da mais recente banda de rapazes nacional. Correcção: 15 mil e 900 pitas, 100 pitos e mil paizinhos das ditas. Ainda mais histéricos. Os estragos que a senilidade anda a fazer antes do tempo.

(Chamada de atenção: eu não fui; parei à porta. Este é um relato na terceira pessoa, a partir de testemunho fidedigno).

'Tá-se na maior.

COMPROMISSO PORTUGAL

Jennifer Lopez para Ben Afleck num filme qualquer exibido ontem de madrugada na RTP:

"Se te pedir para mudares o sofá da sala de sítio, tu respondes "Claro!".
Agora se eu te perguntar se queres que eu te chupe a verga durante doze horas, tu respondes "Sim!".
São dois níveis completamente diferentes de compromisso."

Definitivamente estamos todos muito mais numa de responder "claro!" quando lemos o cartaz de Cavaco a convocar os portugueses para o "Desafio Portugal". É por isso que ele vai ganhar. Ele que vá para lá e tente por nós.

1 comentário:

edwardflynn94910293 disse...

I read over your blog, and i found it inquisitive, you may find My Blog interesting. My blog is just about my day to day life, as a park ranger. So please Click Here To Read My Blog